sexta-feira, 19 de março de 2010

dEsTiNo...

Eu vou saber onde larguei meus sapatos,
Vou lembrar onde estão.
Andarei pela casa e não sentirei o mesmo frio de antes.

Amanhã, quando eu finalmente acordar, vou estar bem.
Vou fazer dos meus dias madrugadas de sol.
E de você lembrança.

Amanhã quando eu voltar a calçar meus sapatos
Serei mais uma vez dono do meu destino
E senhor da minha solidão.

Amanhã quando as coisas fizerem sentido
E meus pés não doerem pelos sapatos novos
Eu serei meu e serei livre de mim.

2 comentários:

  1. Fico feliz em poder dizer que também gostei daqui. Tu escreves muito bem. ;)

    ResponderExcluir
  2. Legal legal, gostei do jeito que você escreve

    ResponderExcluir